Select Menu
Select Menu

Slider

Tecnologia do Blogger.

Travel

Cute

My Place

Slider

Racing

Videos


A Fundação Theatro Municipal de São Paulo realizará no dia 28 de fevereiro a seleção de bailarinos contemporâneos e/ou especializados em flamenco para a sua próxima produção, a Ópera Ainadamar, com direção cênica de Caetano Vilela e coreografia de Marco Berriel. Os interessados devem enviar o seu material de trabalho (fotos e currículo) para o email baleopera.tmsp@gmail.com


Sigam o Mundo da Dança no Twitter: @mundo_danca


O processo de seleção acontecerá em duas fases:

FASE 1: Dia 28/02 – Na sede do Balé da Cidade de São Paulo
Rua João Passalacqua, 66 – Bela Vista
– Serão selecionados 24 bailarinos

FASE 2: Dia 16/03 – No Theatro Municipal de São Paulo
Praça Ramos de Azevedo, sem nº. – Portaria dos Fundos
– Serão escolhidos 12 dos 24 pré-selecionados.
12 Homens – Bailarinos – Cachê R$ 3.460,00 (bruto)

Os bailarinos selecionados precisarão estar disponíveis para ensaiar 2 períodos por dia, manhã/tarde, manhã/noite ou tarde/noite, nas datas:

Período de Ensaios: de 16 de Março a 11 de Abril. (Exceto domingos)
Conjuntos e Ensaios Gerais: de 13 a 21 de Abril.
Apresentações: E nos dias 22, 24, 26, 28 e 30 de Abril e nos dias 2 de Maio de 2015.

Considerações:
O cachê informado corresponde a todo o trabalho; ensaios e apresentações.

Fonte: Theatro Municipal de São Paulo




A primeira exposição do ano na Galeria Homegrown transforma temáticas simples, urbanas e soltas em fotografias de arte, que documentam a ocupação e a transformação de espaços urbanos naturalmente em constante mutação pelo uso criativo e ousados de skatistas. Ronaldo Land, videomaker e fotógrafo trás para dentro da Galeria sua visão desse caos organizado e emaranhado que é a cidade e seus ocupantes naturais.


Sigam o Mundo da Dança no Twitter: @mundo_danca


Sobre o trabalho específico para essa exposição, Ronaldo Land, vulgo ‘Jesus’, o próprio também um skatista, diz:"Eu tento mostrar o dia a dia do skate nos grandes centros urbanos de uma maneira a integrar o skate, a atmosfera urbana e a rotina de cidade, sem esquecer da Luz, que dentro de cada foto acaba tendo um peso muito, muito grande, sendo quase um dos personagens da foto" explica". A rua, um espaço de convivência democrática em constante transformação, não é usado pelo skatista como local de passagem, o simples ‘ir e vir’. Ele é o próprio agente transformador desse ambiente e a natural evolução técnica, consequente das repetições das manobras é o foco das lentes de Ronald Land: capturar essa energia vigorosa e criativa, muitas vezes absurda e transformar em um momento congelado no tempo e espaço. Sua maior influência fotográfica é o Expressionismo Alemão e o Cinema Noir.


A curadoria que fez para a exposição "Contrastes Urbanos" que aconteceu no Arte Core deste ano impressionou muita gente, pelos ângulos, pela, luz, contrastes e os momentos congelados que desafiam a física. Nesta expo na Galeria Homegrown, pela primeira vez mostrará fotos coloridas clicadas em Câmeras Fotográficas digital e analógicas, de tamanho que variam entre mínimo 60x40 e máximo 100x60.



Sobre Ronaldo Land

Começou filmando skate nas ruas do RJ em 2002. Logo, participou do vídeo Antihorário, filmando e editando, e com o tempo sentiu a necessidade de aperfeiçoar os seus conhecimentos técnicos. A partir daí foi estudar Cinema na Universidade Federal Fluminense e antes mesmo de se formar já estava inserido no mercado trabalhando com Publicidade, Cinema e TV atuando como Editor, Diretor de Fotografia e Colorista. Há menos de um ano, Ronaldo focou seu trabalho para o seguimento da cultura urbana, onde trabalhou com marcas como: Nike, Adidas, Puma, Levis, Homegrown, New Era entre outras. Em outubro desse ano fez sua primeira Curadoria e Exposição no Evento Arte Core, que aconteceu no Museu de Arte Moderna do RJ e foi um dos convidados para Palestrar no MIMPI Film Festival (festival de filmes de Surf e skate), Seu mais novo projeto pra Janeiro de 2015 é a Criação da sua nova produtora, voltada para o seguimento da cultura urbana.

Serviço:

As cores do Rio
Data abertura: 15 de janeiro (quinta), das 18h às 22h
Período de exposição: 15/01 a 29/01
Horário de visitação: segunda a sexta das 10h às 20h, sábado das 12h às 18h
Endereço: Rua Maria Quitéria, 68 - Ipanema - RJ
Telefone: (21) 2513 2160
Entrada Gratuita/ Classificação livre
Assessoria de imprensa: Julia Ryff - juliaryff@gmail.com




O projeto, realizado nas periferias, é uma forma de incentivar a dança entre os jovens

Anastácia Convida, uma mostra gratuita de dança das periferias, acontece no dia 18/01, às 16h, na Arena Jovelina Pérola Negra. As apresentações coreográficas consistem na exibição dos trabalhos desenvolvidos pelo projeto Anastácia durante o ano de 2014. Para participar da mostra também foram convidados grupos de dança da Baixada Fluminense e de outras comunidades.


Sigam o Mundo da Dança no Twitter: @mundo_danca


Sediado em São João de Meriti, o projeto oferece aulas gratuitas de dança para jovens com o objetivo de ampliar o acesso à arte, cultura e educação.  Durante o curso os alunos participantes desenvolvem diversas modalidades artísticas como vídeo-dança, dança-teatro, entre outras formas de experimentar e aprofundar o conhecimento sobre a dança de forma mais abrangente.

Ficha técnica:  


Direção geral e produção: Alcione Soares

Direção artística e curadoria: Rodrigo Barboza

Assistente de direção: Aldine de Souza

Iluminação: David Israel

Apresentação: Marcos Guedes

Realização: Projeto Anastácia

Serviço: 


Dia: 18/01, às 16h.

Local: Arena Jovelina Pérola Negra.

Endereço: Praça Ênio, s/n, Pavuna.

Tel.: (21) 2886-3889

Entrada gratuita

Classificação livre          

A Arena possui acesso para deficientes físicos e estacionamento gratuito.




A apresentação faz parte do segundo disco do grupo Jongo da Serrinha

Lançando seu segundo disco “Vida ao Jongo”, o grupo Jongo da Serrinha fará duas apresentações na Arena Jovelina Pérola Negra, nos dias 16 e 17/01, às 20h.  O show vai mesclar jongos conhecidos e canções inéditas, convidando o público a participar da roda, juntamente com os músicos e dançarinos. Os ingressos podem ser comprados antecipados pelo preço de R$5 e a classificação é livre.

Sigam o Mundo da Dança no Twitter: @mundo_danca


O repertório do disco é uma homenagem ao ritmo do jongo, que foi tombado pelo IPHAN (Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) em 2005 como primeiro patrimônio imaterial do sudeste. O Jongo é uma herança cultural trazida pelos negros bantos que vieram da região do Congo-Angola, na África, para as fazendas de café do Vale do Paraíba no século XIX.

Sobre o Jongo da Serrinha

O Jongo da Serrinha é um dos mais tradicionais grupos de cultura do país e uma referência da música carioca. Com mais de 50 anos de história, o grupo de Madureira foi fundado por Mestre Darcy e sua mãe, Vovó Maria Joana Rezadeira que, preocupados com a extinção do jongo na cidade, transformaram a antiga dança praticada nos quintais da Serrinha em um espetáculo.

Mestre Darcy e Vovó Maria ainda introduziram o violão e cavaquinho na manifestação, criando uma nova referência do jongo na cidade. Hoje as apresentações são conhecidas pela dança com os pés descalços e saias coloridas, a qual o público pode participar da roda por meio da dança, canto ou batendo palmas.

Serviço:

Data: 16 e 17/01

Horário: 20h

Local: Arena Jovelina Pérola Negra

Endereço: Praça Ênio, s/n, Pavuna

Tel: 2886-3889

Valor do ingresso: R$20 e R$10 (meia-entrada)        

Classificação: livre

A Arena possui acesso para deficientes físicos e estacionamento gratuito.

ASSESSORIA DE IMPRENSA:

RPM Comunicação

Érica Avelar – erica@rpmcom.com.br – (21) 3478-7437 / 9 8272-2337

Marina Avellar – marina@rpmcom.com.br – (21) 3478-7414/ 9 8272-2335

Diana Cavalcanti – diana@rpmcom.com.br – (21) 3478-7420/ 9 8172-6356




Top rock é a parte do Breakdance que o Bboy  inicia a dança, não propriamente o começo, mas ele serve como um especie de introdução a dança. Apesar de top rock, às vezes é visto como base, é uma parte central da dança break e ajuda a definir o estilo de um bboy e sua habilidade.

Sigam o Mundo da Dança no Twitter: @mundo_danca


Este tutorial segue um dos tópicos levantados no artigo; Tudo sobre Top Rock, se você deseja conhecer outras bases de Top Rock basta acessar o link da postagem ou segui no Menu acima, Fundamentos e em seguida Top Rock

Veja nosso ÍNDICE da Série: Movimentos do Break Dance

Instruções

Comece com os pés juntos e os braços em seus lados. Dê um passo a frente com seu pé direito, caindo apenas brevemente sobre as pontas de seus pés.
Abra os seus braços para cima de seu corpo para uma posição que se assemelha a um grande abraço assim como você começar a tomar o passo em frente.

Traga o seu pé direito, volta à posição inicial. Faça um saltinho com o pé esquerdo como se você trazer o seu pé direito para trás para adicionar algum estilo. Leve os braços para trás até a posição inicial.

Passo em frente com seu pé esquerdo, uma vez que seu pé direito, retorna à sua posição inicial. Complete a passo, executando os movimentos dos braços e pule do mesmo que você fez quando entrou com o pé direito.

Comece fazendo o movimento em um ritmo. Como você se sentir confortável em frente e para trás em Top Rock, acrescentar mais alguma rejeição a sua etapa inicial. Verifique se você não está levando com os quadris, ficando na posição vertical durante todo o movimento rock superior.

Vire para o lado como seu desempenho superior para você enfrentar diferentes partes da sala. Mantenha o topo da rocha movendo e girando para que você enfrentar diferentes direções para acrescentar mais alguns estilo.



-

Mundo da Dança vai entrar a fundo no mundo do Hip Hop e ajudar a desvendar o estilo de dança do Break Dance. Lançando este "ìndice" dos principais passos dessa modalidade queremos contribuir para a pesquisa, melhora e treinamento dos dançarinos de todo o planeta. O Mundo da Dança como não poderia deixar de ser é um blog de pesquisas e assuntos sobre todas as danças. Então aguardem, pois no lançamento desta matéria será precedida de várias outras que servirão como uma série composta de textos e vídeos para ilustrar e ensinar a pedagogia do Break Dance. Bons estudos e bons treinamentos para se tornar um Bboy ou Bgirl de respeito.


A Dança B-boying ou simplesmente Breaking, breakdancing é uma das mais populares formas de dança, entre os jovens, em todo o mundo. Breakdance começou como uma parte importante da cultura hip hop, rap junto com beatboxing e DJing. A revolução do hip-hop é dito ter começado no sul do Bronx, NYC. É uma forma de dança free-style, o que requer muita energia atlética e criatividade. A natureza experimental de breakdancing torna difícil fazer diferente break dance lista de movimentos, mas os movimentos breakdance para iniciantes são dadas abaixo neste artigo.

Enquanto estes movimentos vai ser o seu começo, a novidade é bem aceita em breakdance, então se você quiser se tornar grande nesta área, vai ter que vir para cima com o material de seu próprio país.

Sigam o Mundo da Dança no Twitter: @mundo_danca



Nome dos melhores movimentos de Breaking

Existem 7 tipos básicos de movimentos na Dança Bboying: o Toprock, o Footwork, Os Drops, os Floor Rocks, os Power Moves, as Freezes e os Suicides. Vejamos o significado desses tipos e os movimentos breakdance diferentes que se enquadram em cada categoria.

O Toprock

O Toprock é um conjunto de movimentos que são realizados na posição de pé. Toprock movimentos são geralmente mais fáceis e são usados pelos bboys como um aquecimento antes das coisas reais começarem. Os movimentos de Breaking fáceis em toprock são:

Basic Top rock
Side Step
Boyoing
Power Step
Power Step Hop
Latin Rock

O Footwork

O Footwork é o conjunto de movimentos que o bboy faz com os pés enquanto ele está em pé ou no chão.

2 step
3 step
4 step
5 step
6 step
7 step
8 step
10 step
12 step
Zulu Spins
Kick-outs
Spindle
Swapping
Shuffles
Coffee Grinder

Os Drops

Os Drops são um conjunto de movimentos onde ‘drops’ do dançarino a partir da posição de pé, no chão para executar o próximo conjunto de movimentos. Um bailarino pode ‘cair’ nas seguintes formas.


  • Coin Drop
  • Knee Drop
  • Other Knee Drop
  • Sweep Drop
  • Thread Drop
  • Corkscrew


Floor Rocks

Os Floor Rocks são movimentos que um bboy faz enquanto uma parte do seu de seu corpo toca o chão. A lista básica de Floor Rocks são:


  • Scissors
  • Belly Swim
  • Body Glide
  • Side Slide
  • Figure 4


Os Power Moves

Os movimentos são movimentos de energia onde o b-boy se move em um movimento giratório. Eles são geralmente os mais difíceis movimentos na dança Bboying, e a taxa de juízes um breakdancer na perfeição com a qual ele faz os Power moves.


  • Flare
  • Swipe
  • Windmill
  • Back Spin
  • Side Spin
  • Halos
  • Head Spin
  • Head Slides


Freezes

Freeze é um movimento que o bboy usa para significar o fim da dança. Um movimento de freeze é um movimento realmente impressionante em que o bboy suspende-se e tem uma impressão duradoura sobre os espectadores ou os juízes. Os movimentos de Freezes são:


  • Baby Freeze
  • Air Chair
  • Side Chair
  • Elbow Freeze
  • Dead Freeze
  • Shoulder Freeze
  • G-Kick
  • Head Stand
  • Hollowback
  • Pike
  • Flag


Suicide

Alternativamente, um bailarino pode optar por terminar a session de dança fingindo cair e perder o controle de si mesmo. O truque de fazer um “suicídio” olhar eficaz é que ele deve olhar doloroso, mas deve ser executado de uma forma onde o bboy faz nenhum dano para si mesmo.


  • Front Headflip
  • Back Headflip
  • Hard Drive
  • Pencil Spin
  • Suicide Rubberband
  • Suicide Corkscrew
  • Coin Drop


Outra lista de movimentos da Dança Breaking incluem o Turtle, o Float, o two-handed elbow hop, o one-handed elbow hop, etc

Portanto, esta foi uma boa lista longa de movimentos breakdance para iniciantes. Para executar a maioria dos movimentos nesta lista, você precisará de força física boa e muita prática.



-

Depois de longa temporada sem se apresentar em sua cidade natal, a Companhia Urbana de Dança volta ao Rio de Janeiro para mostrar seu mais novo trabalho: Nêgo (eu.ele.nós.tudo preto). O espetáculo, que acaba de voltar de uma turnê de sucesso nos Estados Unidos, fica em cartaz no Espaço SESC, no Rio de Janeiro, de quinta a domingo, até o dia 21 de dezembro.

Os números de jovens negros mortos violentamente no Brasil são de impressionar. Segundo o Mapa da Violência de 2014, a vitimização dos negros supera a dos brancos no país. Partindo deste dado cruzado com este perfil, predominante entre os dançarinos da Companhia, o espetáculo traz a marca da negritude como signo e lugar, com tons e semitons, nuances claras, escuro aveludado, marrons caramelados, que imprimem na dança toda a diversidade de movimentos, texturas, ideias, conceitos… Em Nêgo (eu.ele.nós.tudo preto), corporeidades distintas dialogam, se encontram, colidem em corpos que falam da violência e da possibilidade de uma nova escrita com histórias construídas fora das ruas estreitas da cidade.

Sigam o Mundo da Dança no Twitter: @mundo_danca

Criada em 2004, a Companhia Urbana de Dança é formada por nove dançarinos oriundos de subúrbios do Rio de Janeiro. Sob a direção da coreógrafa Sonia Destri Lie, o grupo se caracteriza pela força das suas histórias e qualidades artísticas como vigor físico, diversidade de movimentos e sofisticação coreográfica, realizando uma leitura particular e criativa em dança urbana.

Foto: © Ivan Cavalcanti

Companhia Urbana de Dança estreia ‘Nêgo’(eu.ele.nós.tudo preto)

Data: De 27 de Novembro a 21 de Dezembro
Horário: quinta a sábado, às 21h e domingos, às 20h
Local: Espaço SESC / Mezzanino – Rua Domingos Ferreira, nº 160 – Copacabana – RJ
Informações: (21) 2547-0156
Ingressos: R$ 20(inteira) R$ 10 (estudante e idoso) R$ 5(assoc. SESC Rio) – A bilheteria aceita somente dinheiro.
Capacidade: 80 lugares
Duração: 50 minutos
Classificação etária: 12 anos
Acesso para cadeirantes.
Bilheteria de terça a domingo de 15h às 21h.



Teste