Hot News MD
domingo, 12 de junho de 2011

10 Lições de Criatividade na Dança

Na Dança é muito importante a questão da criatividade. Porque dependemos quase que exclusivamente dela para criar e desenvolver um trabalho coreográfico. Aqui nesta postagem pretendo dar algumas dicas para facilitar esta criação, mas não existe nenhuma fórmula mágica e sim muito esforço, aprendizado e um pouco de talento para chegar ao resultado final.

Sigam o Mundo da Dança no Twitter: @mundo_danca



Existem várias definições diferentes para criatividade.
Fonte: Wikipédia - A enciclopédia livre
Para Ghiselin (1952), "é o processo de mudança, de desenvolvimento, de evolução na organização da vida subjetiva". Segundo Flieger (1978), "manipulamos símbolos ou objetos externos para produzir um evento incomum para nós ou para nosso meio".

Outras definições:

  1. "o termo pensamento criativo tem duas características fundamentais, a saber: é autônomo e é dirigido para a produção de uma nova forma" (Suchman, 1981)
  2. "criatividade é o processo que resulta em um produto novo, que é aceito como útil, e/ou satisfatório por um número significativo de pessoas em algum ponto no tempo" (Stein, 1974)
  3. "criatividade representa a emergência de algo único e original" (Anderson, 1965)
  4. "criatividade é o processo de tornar-se sensível a problemas, deficiências, lacunas no conhecimento, desarmonia; identificar a dificuldade, buscar soluções, formulando hipóteses a respeito das deficiências; testar e retestar estas hipóteses; e, finalmente, comunicar os resultados" (Torrance, 1965)
  5. "um produto ou resposta serão julgados como criativos na extensão em que a) são novos e apropriados, úteis ou de valor para uma tarefa e b) a tarefa é heurística e não algorística" (Amabile, 1983)

Todo ser humano possui criatividade em diferentes habilidades. Acredita-se que a habilidade criativa das pessoas esteja de certa forma ligadas a seus talentos.



01 - Pesquise sua modalidade ou estilo.
Uma coisa bastante importante é estudarmos sobre o estilo de dança que praticamos, de onde veio, como se formou, quais influências sofreram através dos tempos. Com esse conhecimento fica bem mais fácil desenvolver um tema baseado dentro do estilo que você dança. Quais são os tipos de figurinos, maquiagem e músicas mais usadas. Preste atenção em outros grupos que dançam o mesmo estilo que você, usando isso como base de estudos para elaboração de movimentos. Não copiando a coreografia, mas sim entendendo o movimento elaborado.

02 - Ouça um portifólio variado de músicas.
A música é algo enraizado na dança, ao ouvir uma música podemos ter várias idéias que vem como água na mente. Isso é muito importante, porque a música por si só já tem uma ligação íntima com nossa personalidade. Separe uma coleção de músicas do seu estilo de dança, ou até mesmo outros estilos. Inove e faça uma mistura, muitas vezes acabam tendo idéias bastante inovadoras.


03 - Esteja atento as novas tendências.
Dentro do estilo de Dança que se pratica sempre estamos sofrendo influências do meio social em que vivemos, esteja atendo as tendências e trabalhe isso a seu favor. Um acontecimento histórico do momento, ou até mesmo questões sociais e políticas podem ser abordadas na montagem de uma coreografia ou espetáculo. Esse campo é bastante frutífero de idéias.

04 - Procure inspiração em tudo que esta sua volta.
O simples gesto de um pássaro ou um cair de uma folha já contém elementos suficientes para criarmos um tema. O cotidiano de uma grande metrópole, o passar dos carros, as pessoas com pressa, os sons emitidos. Tudo isso compõe uma grande gama de materiais para criação de um tema.
Anote suas idéias.

05 - Leia sobre o tema que pretende desenvolver.
Muitas vezes escolhemos um tema e ficamos na superficialidade do mesmo, ou seja, não nos aprofundamos. Procure pesquisar e ler bastante sobre o tema abordado, isso vai facilitar seu trabalho e engrandecer ainda mais a coreografia. Com o trabalho de pesquisa conseguimos trazer muitos elementos para a coreografia e enriquecer ainda mais o tema abordado.


06 - Assista a espetáculos de outros grupos.
Nós do meio da dança sabemos que assistir a espetáculos nos aproxima ainda mais da dança, nos dá prazer por estarmos frequentando um universo de arte, mágico e bastante singular. Com isso adquirimos experiência e vivência, conseguindo aumentar nossa bagagem cultural e enriquecendo nossa sensibilidade. Isso é bom pelo simples fato de ficarmos antenado no que acontece. E por consequencia temos contato com novos trabalhos, trazendo uma gama enorme de idéias e tendências para podermos criar.

07 - Converse sobre o seu projeto com outros coreógrafos e dançarinos.
Muitas vezes conversando com quem é do meio da dança, podemos ter alguns conselhos e idéias de várias coisas que não estávamos vendo. A partir disso pode se abrir um leque de novas idéias e maneiras de realizar a coreografia. Cada um traz uma bagagem diferente, mesmo porque cada índividuo vê a mundo de uma maneira diferente e absorve isso do seu jeito.

08 - Anote tudo que vem na mente.
As vezes temos boas idéias, mas não anotamos e elas fogem. Ter sempre a mão um bloco de notas é importante. Assim que a inspiração da ideia vier você anota e depois desenvolve ela com mais calma em um outro momento.

09 - Faça um cronograma.
O cronograma é importante para seguir os passos que se deve para desenvolver o projeto ( coreografia ). Traz uma organização e melhor aproveitamento do tempo. Ganhamos tempo e não se perde o foco. Ficamos mais tranquilos em relação a montagem, porque sabemos qual caminho tomar, mediante a organização desse caminho e tempo que vai levar para ser desenvolvido.

10 - Organize sua vida.
Isso mesmo, muitas vezes nossa vida esta tão atarefada que não conseguimos separar as devidas necessidades, cada uma no seu tempo.
Quando organizamos, colocamos prioridades. E isso é bom, porque o que não deu para fazer hoje feremos amanhã, mais com uma sensação de leveza e satisfação por ter vencido uma etapa. Mantenha arrumado seu espaço de trabalho, isso trás paz no ambiente e as idéias fluem com maior clareza. Coloque prioridade nas atividades para não haver confusão na hora de executá-las.

11 - E você o que acha?
Dê sua opinião de como podemos fazer para ajudar na criatividade e desenvolvimento do trabalho na dança como um todo. Sua visão e opinião é importante para o crescimento de muitos que aqui virão ler esse artigo. Participe deixando um comentário. Sejam sempre bem vindos ao Mundo da Dança.


author

Sobre o Autor:

Roger Dance é dançarino, coreógrafo e blogueiro. Estudioso dessa arte pretende dividir seu conhecimento, pesquisas e informações com todos os amantes da Dança. Saiba mais sobre o Autor. Siga no Twitter: @mundo_danca

Assine e receba nossos posts em seu e-mail!

E-book Dança Gospel - Mundo da Dança está lançando seu primeiro E-book - Dança Gospel - COMPRE SEU EXEMPLAR AQUI ** Tudo o que precisa saber para Dançar, Louvar e Evangelizar !!! **Leia a matéria de lançamento: Clique aqui.
Faça uma Doação ao Mundo da Dança - Saiba como e ainda ganhe um Brinde!
Item Reviewed: 10 Lições de Criatividade na Dança Rating: 5 Reviewed By: Roger Dance