Hot News MD
segunda-feira, 22 de agosto de 2011

A Dança e a Falta de Ética.

Definir dança é quase tão difícil quanto definir arte. Toda discussão sobre idéias acaba passando pela Filosofia. Hoje vou tratar da questão "Ética da Dança" e como ela influencia os movimentos culturais e profissionais de quem trabalha e divulga a dança. Pretendendo adentrar essas discussões. A estética é um ramo da filosofia em que as discussões sempre viram um tabu na minha concepção. Prefiro discutir a tal da “picaretagem” na dança. Mas aí nascem outros problemas – alguns filosóficos, outros não.

Sigam o Mundo da Dança no Twitter: @mundo_danca

Começaremos com o comparativo da seguinte maneira. Vocês acham que um professor formado em Educação Física estaria apto a dar aulas de dança? Ou que um Coreógrafo estaria apto a dar aulas de Educação Física?

Muitos dançarinos no intuito de se profissionalizar e até mesmo ser aceito como profissional entram na faculdade de Educação Física buscando um reconhecimento com um diploma de ensino superior. Se preocupam com inscrições nas instituições credenciadas para o mesmo como o CREF (Conselho Regional de Educação Física). Na área escolar, a inscrição no CREF é desnecessária; mas fora dela, se você atua como PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA sem a carteirinha, pode ser processado por Exercício Ilegal da Profissão (delito previsto no artigo 47 da lei de contravenções penais, cuja competência é dos Juizados Especiais Criminais) .

Mas nada disso tem a ver com professores de dança (coreógrafos). A não ser que quando estão trabalhando como professores dão a certidão de dispensa das aulas de educação física escolar, que os alunos sempre pedem. Não se pode fazer isso sem ser formado em Educação Física e inscrito no CREF/CONFEF.

Coreógrafos e Bailarinos(as)
Assim sendo, não entende se porque os profssionais de Dança tem se preocupado tanto com “credenciamentos” nesta ou naquela outra entidade de classe (seja de Educação Física ou de Dança). Em primeiro lugar o mais importante é divulgar sua arte e trabalhar aquilo que mais amamos que é a Dança. É muito importante a  existência de sindicatos, associações, conselhos, etc. Mas manifestações artísticas e culturais não podem ser cerceadas e deixadas de se praticar por causa dessas questões.

Dançar é expressar uma arte, é uma expressão cultural na essência. Mais também é uma atividade física que requer uma rotina e doutrina de treinamentos, na qual a ferramenta principal é o próprio corpo.

Seguindo esse pensamento vamos falar dos "falsos" professores e coreógrafos. Pessoas que se dizem profissionais da dança e não passam de enganadores. Quero deixar claro que Bailarinos(as) que passaram sua vida toda se dedicando a Dança tem sim o direito de se considerarem professores de dança ou coreógrafos. Mas o que acontece muitas vezes é pessoas que tiveram uma breve passagem por algum estilo ou modalidade de dança e já saem dando aula sem se preocupar com a tradição e formação adequada.

A resposta encontra-se em outro ramo da filosofia: a ÉTICA.

Fonte: Sua Pesquisa
O termo ética deriva do grego ethos (caráter, modo de ser de uma pessoa). Ética é um conjunto de valores morais e princípios que norteiam a conduta humana na sociedade. A ética serve para que haja um equilíbrio e bom funcionamento social, possibilitando que ninguém saia prejudicado. Neste sentido, a ética, embora não possa ser confundida com as leis, está relacionada com o sentimento de justiça social. A ética é construída por uma sociedade com base nos valores históricos e culturais. Do ponto de vista da Filosofia, a Ética é uma ciência que estuda os valores e princípios morais de uma sociedade e seus grupos.

A ética na dança também é um fator importante, porque sabemos que a dança em um todo carrega a carga de tradição, cultura e aprendizado de gerações. Uma arte que deve ser respeitada e colocada com responsabilidade pelos seus praticantes. Muitos que dançam e não levam isso em consideração acabam é por constranger quem realmente ama a dança e procura sempre estar se aperfeiçoando.

Todos tem o direito de praticar a dança, mais se deve buscar o conhecimento sempre através de pesquisa, workshops e atualizações. Saber a história da sua modalidade é importante para entender de onde ela veio e quais influências sofreu através dos tempos.
author

Sobre o Autor:

Roger Dance é dançarino, coreógrafo e blogueiro. Estudioso dessa arte pretende dividir seu conhecimento, pesquisas e informações com todos os amantes da Dança. Saiba mais sobre o Autor. Siga no Twitter: @mundo_danca

Assine e receba nossos posts em seu e-mail!

E-book Dança Gospel - Mundo da Dança está lançando seu primeiro E-book - Dança Gospel - COMPRE SEU EXEMPLAR AQUI ** Tudo o que precisa saber para Dançar, Louvar e Evangelizar !!! **Leia a matéria de lançamento: Clique aqui.
Faça uma Doação ao Mundo da Dança - Saiba como e ainda ganhe um Brinde!
Item Reviewed: A Dança e a Falta de Ética. Rating: 5 Reviewed By: Roger Dance