Bolshoi apresenta "Giselle" no Grand Prix Brasil em Paulínia.


Escola do Teatro Bolshoi no Brasil apresenta “Giselle”na Noite de Abertura. 


Bolshoi brasileiro se apresenta no Festival de Dança Paulínia – Grand Prix Brasil
A Noite de Abertura do 1º Festival de Dança de Joinville em Paulínia – Grand Prix Brasil terá o brilho e o romantismo do balé “Giselle”, apresentado pelos alunos da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil. A remontagem e produção do espetáculo para a Escola Bolshoi são do mestre russo Vladimir Vasiliev. Cerca de 80 bailarinos compõem o elenco desta, que é uma obra com quase 200 anos de história e uma das preferidas de Companhias de Balé do mundo. O balé “Giselle” sobe ao palco no dia 12 de outubro, às 20h, no Theatro Municipal Paulo Gracindo, a convite do Instituto Festival de Dança de Joinville. 
Sigam o Mundo da Dança no Twitter: @mundo_danca
Para a produção do espetáculo, o mestre Vladimir Vasiliev, que assina a remontagem do balé para a Escola Bolshoi, esboçou em pequenas telas a pintura que foi reproduzida em tecido para a composição do cenário. A cenografia retrata uma pequenina aldeia de camponeses por meio de pinturas feitas a mão, adereços confeccionados com couro e esculpidos em madeira. Os figurinos originais foram criados pelo famoso estilista francês Hubert Givenchy, e a estilista do Teatro Bolshoi de Moscou, Tatiana Artamonova, confeccionou os figurinos para a Escola Bolshoi no Brasil baseando-se nos originais.


Sinopse
Nobre representante do Movimento Romântico da dança, “Giselle” retrata a lenda das Willis e o amor da camponesa que dá nome ao espetáculo com o fidalgo disfarçado de aldeão, Albrecht. Hilarion, caçador da aldeia, apaixonado por Giselle, descobre toda a trama e desmascara Albrecht. Após saber da farsa, a ingênua jovem fica inconsolável, não resiste à decepção e morre, tornando-se uma Willi, alma das donzelas que morrem às vésperas do casamento.

O amor eterno de Giselle por Albrecht, que vem à noite visitar seu túmulo, o salva de ter seu espírito vital tomado pelas willis, fantasmas de garotas que morreram antes do seu casamento. Elas, então, obrigam-o a dançar até a morte. Giselle dança em seu lugar e, dessa forma, impede que Albrecht morra, quebrando o encanto das willis. O balé, principalmente em seu primeiro ato, requer um grande desempenho cênico dos bailarinos, quando todo o enredo é transmitido ao público por meio da dramaturgia. 

Escola do Teatro Bolshoi no Brasil: referência em arte-educação 
A Escola do Teatro Bolshoi no Brasil é um projeto cultural em pleno desenvolvimento, cuja grandeza se verifica pela extensão social, dimensão cultural e pela abrangência educacional que alcança com seus propósitos e atividades. Uma verdadeira ponte cultural entre o Brasil e a Rússia. Instalada na cidade de Joinville, no estado de Santa Catarina, desde 15 de março de 2000, a Escola do Teatro Bolshoi no Brasil é a única extensão do Teatro Bolshoi no mundo e pela primeira vez, o Teatro transfere a outro país o método de ensino de balé que o tornou uma das mais respeitadas instituições do mundo. 

Busca a melhor formação, garante o acesso de crianças ao mundo da cultura, ampliando seus horizontes. A sua missão é formar artistas-cidadãos, promovendo e difundindo a arte-educação. Com onze anos de implantação no Brasil, a primeira Escola do Teatro Bolshoi educa 274 alunos, sendo que 95% são bolsistas.
Compartilhe Google Plus

Sobre Roger Dance

É dançarino, coreógrafo e blogueiro. Autoditada e estudioso dessa arte, pretende dividir seu conhecimento, pesquisas e informações com todos os amantes do Mundo da Dança. Saiba mais sobre o Autor.