Hot News MD
sexta-feira, 31 de julho de 2015

Jardim Botânico recebe espetáculo de dança "Por trás da cor dos olhos"‏


A Pulsar Cia de Dança comemora 15 anos com apresentações de “Por trás da cor dos olhos”, de 29 a 31 de julho, no Espaço Tom Jobim, no Jardim Botânico. O espetáculo, criado em 2012, é uma releitura de “Haploss”, primeiro espetáculo da companhia, dirigida por Maria Teresa Taquechel, que reúne bailarinos com e sem deficiências. Em setembro, a Pulsar realiza a terceira edição do festival Corpos Ímpares, dirigido a estudantes, bailarinos, educadores e demais pessoas interessadas em debater, aprender e vivenciar o universo da arte e da diferença.

“Por trás da cor dos olhos” conta com um elenco de nove intérpretes com resoluções próprias de movimento, no solo, e outros suportes, que se deslocam através de seus apoios, pressões e suspensões. Entre os bailarinos, há um cadeirante e uma deficiente visual.

No espetáculo, os bailarinos com deficiência não utilizam as tradicionais cadeiras de roda como meio de locomoção. Ele foi construído através de uma pesquisa de deslocamento dos bailarinos no nível baixo e médio, onde os próprios corpos são meios de locomoção entre si. São utilizados materiais cênicos diferenciados, como tecidos e pranchas rolantes. Peso e suspensão também são temas da pesquisa.

Sigam o Mundo da Dança no Twitter: @mundo_danca


Segundo a diretora da Pulsar, “Haploss” se desenvolvia todo no chão, em contraponto a uma pesquisa de aéreos, que na época, devido à falta de estrutura, impossibilitou a participação de bailarinos cadeirantes.

- O segundo momento é o Festival "Corpos Ímpares III", que acontecerá no Centro Coreográfico do Rio de Janeiro, dias 24 a 28 de setembro, com várias palestras, espetáculos,  workshops - O segundo momento é o Festival "Corpos Ímpares III", que acontecerá no Centro Coreográfico do Rio de Janeiro, dias 24 a 28 de setembro, com várias palestras, espetáculos, workshops

 “Inusitados caminhos dentro da estrutura corporal são acionados, gerando movimentos, desenhos, relações e estados perceptivos no meio em que estão inseridos. Assim revela-se a imanência do movente na composição entre movimento, música, luz, figurino e cenografia”, descreve Maria Teresa.

“Por trás da cor dos olhos” conta com trilha sonora inédita, composta pelo músico Bernardo Gebara, desenho de luz de Renato Machado e o figurino é assinado pelo ateliê Muggia. "Esperamos criar um plano de imanência,  vivenciar sensações e percepções geradas a partir desta construção cênica", diz a diretora da Pulsar.

Em cena estão Andrea Chiesorin, Camila Fersi,  Bruno Alsiv, Laura Canabrava, Marina Magalhães, Marianne Panazio, Moira Braga, Raphael Arah, Rogério Andreolli.  Para a criação do espetáculo, apresentado pela primeira vez em 2012, a rotina de ensaios da companhia incluiu aulas de consciência corporal, técnicas de dança, além de aulas de filosofia e arte com o objetivo de estruturar conceitualmente o trabalho  a partir dos pensadores da filosofia da diferença, como Bergson e Deleuze, entre outros.

Sobre o nome do trabalho, “Por trás da cor dos olhos”, a diretora da Pulsar acredita que o seu significado sugere uma possibilidade de um olhar diferenciado para um mundo, onde o movente é e gera sensações, percepções e afetos. Cada um vai se identificar à sua maneira com estas palavras.”

A terceira edição do festival Corpos Ímpares acontecerá de 24 a 28 de setembro no Centro Coreográfico do Rio de Janeiro e vai contar com espetáculos, palestras e workshops.  Em breve será divulgada a programação completa.


A companhia – Criada há 15 anos, a Pulsar Cia de Dança dedica-se à construção de obras coreográficas em dança contemporânea, refletindo em sua pesquisa a multiplicidade do indivíduo e a produção artística entre corpos ímpares com resoluções próprias de movimento. A Pulsar apresentou-se em diversas cidades brasileiras e, em 2004, recebeu o Prêmio Ordem ao Mérito Cultural. No mesmo ano representou  a América Latina na Cerimônia de Abertura, no Internacional VSA Arts Festival, em Washington - DC - no Kennedy Center.

Em 2006 e 2008, a Pulsar foi contemplada com o Prêmio Funarte Klaus Vianna. Em 2007, foi patrocinada pela Caixa Cultural, ficando em temporada no Teatro da Caixa. E, em 2009, realizou o evento Corpos Impares, com patrocínio da Caixa, e foi contemplada também com o edital da secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro para manutenção da Cia. Em 2012, com o edital FADA 2011, realizou a segunda edição do festival Corpos Impares. É companhia residente do Centro Coreográfico do Rio de Janeiro desde 2004.

Serviço - “Por trás da cor dos olhos” 

Espaço Tom Jobim - de 29 a 31 de julho
Endereço: Rua Jardim Botânico, 1008 – Jardim Botânico - Tel.: 2274-7012
Horário: quarta, às 20h30; quinta, às 15h e 20h30; e sexta às 20h30
Ingresso: R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia entrada)
Duração: 50 minutos
Censura: livre
Lotação: 300 lugares
Funcionamento da bilheteria: de terça a domingo, das 14h até o início dos espetáculo.
Vendas também pelo ingresso.com

Outras informações:

SPS Comunicação – 21 2111-2650
Renan Suchmacher – 21 2111-26-75  /  9 9999-9934
Valéria Veríssimo – 21 2111-2662  / 9 9115-6694




author

Sobre o Autor:

Roger Dance é dançarino, coreógrafo e blogueiro. Estudioso dessa arte pretende dividir seu conhecimento, pesquisas e informações com todos os amantes da Dança. Saiba mais sobre o Autor. Siga no Twitter: @mundo_danca

Assine e receba nossos posts em seu e-mail!

E-book Dança Gospel - Mundo da Dança está lançando seu primeiro E-book - Dança Gospel - COMPRE SEU EXEMPLAR AQUI ** Tudo o que precisa saber para Dançar, Louvar e Evangelizar !!! **Leia a matéria de lançamento: Clique aqui.
Faça uma Doação ao Mundo da Dança - Saiba como e ainda ganhe um Brinde!
Item Reviewed: Jardim Botânico recebe espetáculo de dança "Por trás da cor dos olhos"‏ Rating: 5 Reviewed By: Roger Dance