Hot News MD
quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Distúrbios Psico-Alimentares na DANÇA


Nas últimas duas décadas, o problema de distúrbios psico-alimentares (anorexia, bulimia) tornou-se um tema quente de interesse porque, se as situações que apareceram quase informalmente, passaram a se tornar uma verdadeira epidemia social.

O fenômeno era típico de adolescente dos Estados Unidos, Europa Ocidental e países fortemente influenciados pelos padrões culturais do Ocidente. Mas agora ele começa a aumentar a aparência deste tipo de transtorno entre homens e começa a manifestar-se em países com culturas próximas a nossa, além também como a Índia e partes da China.


Mundo da Dança nas Redes - Facebook | Twitter | Instagram | Youtube


A maioria dos adolescentes e mulheres jovens têm medo de obesidade devido a fortes pressões sociais de moda e publicidade. As imagens de magreza são constantemente promovidas pelas empresas e indústrias relacionadas com a beleza, levando o estereótipo da aparência física em atingir o peso ideal.


Ajude nos a manter este Site ativo, faça uma DOAÇÃO


Juntamente com a comida, distúrbios de admissão se multiplicaram. Como discutido no primeiro parágrafo, socialmente começa a empregar o conceito de epidemia, dado o elevado número de casos que ocorrem na população normal. No entanto, especialistas alertam que há populações específicas com alto risco de desenvolvimento destas doenças, incluindo seus praticantes. São alguns tipos de esportes e atividades como físico artísticos que envolvem a dança.

No mundo da dança, devido à pressão de padrões estéticos, espera-se que um dançarino tenha uma forma de corpo magra. Esta é uma forma de pressão inevitável, mas não necessariamente disparar a causa de um distúrbio alimentar. Muitas bailarinas atingiram os picos mais altos da arte sem ser anoréxica ou bulímica. A mera existência de um distúrbio psico-alimentar pode realmente frustrar o desenvolvimento artístico e pessoal de seu protagonista.

Este é o aspecto mais importante da questão e sobre o qual eu escrevo este artigo. Para alguns meios de comunicação, sempre com fome de sensacionalismo, dança e algumas modalidades esportivas específicas são sinônimo de anorexia.

A primeira bailarina do New York City Ballet, Gelsey Kirkland, é uma daquelas que têm ajudado a dar esta imagem negativa. Kirkland em sua autobiografia dedica atenção especial aos seus sofrimentos alimentares e o desenvolvimento de sua anorexia e bulimia durante um período particularmente estressante. George Balanchine narra dramaticamente como depois de uma "festa da melancia", ele recomenda não comer, dando toque suave sobre o esterno e no peito comentando: "Eles devem ser os ossos." Este dançarino descreveu o ballet como uma atividade regida por um campo de concentração estética.

O caso em discussão é certa mente extrema e devido à visão subjetiva de seu protagonista. Outros dados são fornecidos por estudos científicos, como aqueles feitos por Garner e Garfinkel, que comparou um grupo de dançarinos ambiciosos com um grupo de estudantes universitários com base nas pontuações obtidas a partir da aplicação da ingestão de alimentos Attitudes Test, um sistema de avaliação amplamente utilizado para o estudo e avaliação dos sintomas anoréxicos e bulímicos.

Os resultados da comparação são preocupantes. Dos 131 estudantes de balé, mais de 30% apresentaram resultados semelhantes mostrando os pacientes anoréxicos. Enquanto que no grupo de estudantes universitários apenas 12% apresentaram sintomas significativos a este respeito. Em uma análise mais criteriosa por meio de entrevistas, aprofundou-se nos dados e descobriu que 12 dos 131 alunos de ballet, 6,5% preenchiam todos os critérios de DIAGNÓSTICOS para a anorexia nervosa, embora nenhum estavam a receber tratamento, nem que ele tinha sido reconhecido por seus professores ou diretores como uma pessoa com problemas.

Este estudo concluiu que num ambiente em que a magreza é um fator de caracterização do sucesso, a percentagem da anorexia nervosa é cerca de dez vezes mais elevada do que num grupo de mulheres de idade semelhante na população em geral.

Em um estudo posterior, Garner e Garfinkel continuou a cavar e desta vez estudando o fator de pressão concorrencial. Para fazer comparação com os estudantes da escola de ballet nacional, entre os quais há uma alta competitividade para acessar o mundo profissional, com um grupo de estudantes do bailado dos departamentos de faculdade de dança onde não havia essa pressão. O resultado foi que eles estavam sujeitos à pressão da concorrência, ou seja, a escola de balé nacional mostrou pontuações muito mais altas.

Em conclusão, podemos dizer que a combinação de posturas exigem magreza e a experiência de um ambiente altamente competitivo aumenta significativamente o risco do aparecimento de distúrbios alimentares. Em um estudo realizado por Hamilton, Brooks- Gunn e Warren em 1985 e publicado no Jornal de Transtornos alimentares documentação lnternacional sobre os problemas alimentares existentes em companhias de balé profissional é dado.

Esta pesquisa analisou cerca de um quarto dos dançarinos nos Estados Unidos e na Europa Ocidental.


  • 15% dos americanos e 23% dos inquiridos afirmaram ter sofrido anorexia nervosa
  • Enquanto 19% dos americanos e 29% da Europa relataram ter sofrido de bulimia.

A análise destes estudos a importância do assunto tratado segue. Em nosso país, não existem estudos que medem o impacto de qualquer dessas doenças. Portanto, não sabemos o grau de existência do problema.

Prof. Dr. Amador Cernuda Lake | (Professor de Psicologia PALESTRA ALICIA ALDNSO Universidad Complutense de Madrid)

Fonte: Ciudad de La Danza
Tradução e Adaptação: Roger Dance | Mundo da Dança




author

Sobre o Autor:

Roger Dance é dançarino, coreógrafo e blogueiro. Estudioso dessa arte pretende dividir seu conhecimento, pesquisas e informações com todos os amantes da Dança. Saiba mais sobre o Autor. Siga no Twitter: @mundo_danca

Assine e receba nossos posts em seu e-mail!

E-book Dança Gospel - Mundo da Dança está lançando seu primeiro E-book - Dança Gospel - COMPRE SEU EXEMPLAR AQUI ** Tudo o que precisa saber para Dançar, Louvar e Evangelizar !!! **Leia a matéria de lançamento: Clique aqui.
Faça uma Doação ao Mundo da Dança - Saiba como e ainda ganhe um Brinde!
Item Reviewed: Distúrbios Psico-Alimentares na DANÇA Rating: 5 Reviewed By: Roger Dance