Jornalista francesa Isabelle Danto fala sobre crítica cultural e gestão nos festivais de dança


Jornalista, historiadora da dança e crítica de arte, Isabelle Danto é responsável, desde 2007, pelas ações culturais de audiovisual no Centre Pompidou, em Paris, além de ter contribuído em muitas exposições na mesma instituição. Danto participa de dois encontros no Centro de Pesquisa e Formação do Sesc, nos dias 10 e 17 de julho, no qual apresenta sua expertise enquanto pesquisadora de dança e gestora cultural desta linguagem. A atividade é uma parceria com o Consulado Geral da França.


Mundo da Dança nas Redes - Facebook | Twitter | Instagram | Youtube


Danto realiza uma reflexão sobre as relações entre a dança e as artes visuais, além de trazer ao debate estudo de caso sobre os festivais franceses de dança relacionando ao panorama brasileiro.

Confira o programa:

10/7 - Novos dispositivos institucionais para a criação e a difusão e desenvolvimentos da crítica cultural nos festivais de dança “Fabricado na França”

Através da diversidade de etapas e de visões, a dos coreógrafos, dançarinos e diretores de estrutura como o Festival de Montpellier Dança e a Maison de Dança de Lyon / A Bienal da Dança de Lyon, quais são as questões artísticas, econômicas, sociais e políticas do mundo coreográfico de hoje, da pesquisa à  difusão? De estudos de casos para decodificar os novos dispositivos dos festivais de dança de 3ª. Geração.

17/7 - Imagem – Movimento nos palcos atuais :  Entre a peça que é apresentada e o filme que é fabricado.

Será que é dança? Pergunta-se nem June Paik  desfilando imagens vivas de táxis se descolando através das ruas de Nova Iorque. Is this Dance ? Why? Why not? Se o cinema interessou-se a tudo que poderia produzir movimento na câmera depois que Edweard Muybridge  decompôs o movimento para tomar um corpo que é inteiramente ritmo, o filme em vídeo tornou-se uma das formas artísticas mais presentes em todos os palcos, de palco artístico a palco teatral.  Em um momento onde a dança , a performance e o filme “se expõe” nos museus, a “performance do filme” é uma onda que sobe ofuscando as fronteiras entre o teatro e o cinema, como se as duas temporalidades, a do espetáculo e a do filme, conseguissem se sobrepor. De  Cyril Teste a Christiane Jatahy  passando por Ivo van Hove ou Robyn Orlin, a imagem fabricada ao vivo, terá um sentido diferente ? Representará um novo território a ser explorado ?

Sobre a palestrante

Isabelle Danto é jornalista, historiadora da dança e crítica de arte para a revista Esprit. Desde 2009 é jornalista na imprensa diária (Le Figaro) e contribuiu para diferentes revistas (Danser Magazine, Mouvement, La revue des deux mondes) e diversas publicações.  Realiza pesquisas sobre o período das modernidades e sua obra « Monte Verita » será lançada no final de 2017 pela editora Alma Editeur, Paris. Frequente colaboradora do Festival Montpellier - Danse e do Festival Temps d'images, também participa de seminários de mediação e realiza conferências em escolas de arte (Ecole supérieure d'Art d'Aix en Provence, ENSA Dijon), cenas nacionais de Marselha (Saint - Quentin en Yvelines e Besançon) como na Université Paris IV / Celsa. Também colaborou com a exposição Danser sa Vie no Centre Pompidou  (2011) e programou « Is this dance ? »  para o ciclo vidéo & après (2016) para a coleção Novas Mídias do MNAM - Centre Pompidou. Contribuiu com a exposição « Couples modernes » no Centre Pompidou - Metz (2018) como colaboradora do catálogo científico da exposição (dez casais de dançarinos). Por outro lado, atua, desde 2007, como Responsável de ação cultural audiovisual no Centre Pompidou em Paris.

Sobre o CPF Sesc

Inaugurado em agosto de 2012, o Centro de Pesquisa e Formação do Sesc é uma unidade do Sesc São Paulo voltada para a produção de conhecimento, formação e difusão e tem o objetivo de estimular ações  e desenvolver estudos nos campos cultural e socioeducativo.
Além do Curso Sesc de Gestão Cultural - que visa a qualificação para a gestão cultural de profissionais atuantes no campo das Artes, tanto de instituições públicas como privadas - a unidade proporciona o acesso à cultura de forma ampla, tematicamente, por meio de cursos, palestras, oficinas, bate-papos, debates e encontros nas diversas áreas que compreendem a ação da entidade, como artes plásticas e visuais, ciências sociais, comportamento contemporâneo e cotidiano, filosofia, história, literatura e artes cênicas, voltadas para o público em geral.

Crítica cultural e gestão nos festivais de dança

Dias 10 e 17 de julho de 2017, segundas, das 19h30 às 21h30. Tradução simultânea.
Recomendação etária: 16 anos. Número de vagas: 30.
Preço total: R$ 50,00 (inteira); R$ 25,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública);  R$ 15,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes).
Tradução em Libras disponível. Faça sua solicitação com no mínimo dois dias de antecedência da atividade através do e-mail centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br.
Informações e inscrições pelo site (sescsp.org.br/cpf) ou nas unidades do Sesc no Estado de São Paulo.

CENTRO DE PESQUISA E FORMAÇÃO DO SESC

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – 4º andar.
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 22h. Sábados, das 9h30 18h30. Tel: 3254-5600.


Compartilhe Google Plus

Sobre Roger Dance

É dançarino, coreógrafo e blogueiro. Autoditada e estudioso dessa arte, pretende dividir seu conhecimento, pesquisas e informações com todos os amantes do Mundo da Dança. Saiba mais sobre o Autor.