Gala marca uma década de congresso Internacional de Jazz Dance


Com entrada gratuita, evento reúne grandes nomes do Brasil e dos Estados Unidos, em Indaiatuba, no dia 29

Considerado pela crítica especializada um evento singular no Brasil e um dos melhores do segmento no mundo, o Congresso Internacional de Jazz Dance chega a sua 10ª edição apresentando o que há de melhor no gênero, com aulas práticas e teóricas de professores brasileiros e internacionais. A comemoração virá em formato de Gala, realizada no dia 29 de abril, às 19, em Indaiatuba (SP), com a participação de grandes grupos e companhias de jazz do país e convidados internacionais. A entrada é gratuita. O evento tem direção de Erika Novachi, coreógrafa e diretora artística da Galpão 1 Erika Novachi e de Marcela Benvegnu, jornalista e pesquisadora de dança.

Nesta edição serão mais de 300 bailarinos - divididos entre os participantes da Gala e do evento - representantes de 58 cidades do Brasil, 12 diferentes estados - Pará, Tocantins, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Ceará, Paraíba, Bahia, Rio Grande do Sul, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. “Para nós é motivo de muita alegria ver a diversidade desse Brasil representada pelo jazz dance. Ficamos muito felizes que a nossa dança diminui as fronteiras e as pessoas vem ao Congresso buscando mais informação”, fala Erika Novachi, codiretora artística do evento.

Entre os coreógrafos que levarão seus trabalhos para o palco da Gala estão os brasileiros Erika Novachi (Galpão 1), Ana Araújo (Ballet Ana Araújo), Andrea Spósito (Dbaya), Brisa Diamante (Experimental de Dança de Ubatuba), Cristina Cará (Academia Cristina Cará), Daniela Ianes (Grupo da Prefeitura de Indaiatuba), Edson Santos (Pariz Art Dance), Eliane Fetzer (Eliane Fetzer Cia de Dança), Jhean Allex (Grupo Roseli Rodrigues), Luana Espíndola (IOA), Monique Paes (Monique Paes Studio de Dança), Roseli Rodrigues (Raça Cia. de Dança), Vivien Fortes (Ballet & Cia) e Zeca Rodrigues (Cia. de Dança de Cubatão), e os americanos Nathan Trasoras e Pat Taylor, esta que traz a Cia. Jazz Antiqua, de Los Angeles. “Será um dia singular para o jazz no Brasil, quando grupos que geralmente não se encontram e que antigamente competiam juntos, sobem ao palco para celebrar um estilo que ganhou voz pelas mãos de cada um deles.

No dia 29 de abril é celebrado o Dia Internacional da Dança, por isso, para as organizadoras é uma espécie de comemoração dupla. “Muitos desses professores ministraram aulas no Congresso nestas 10 edições e será uma grande festa. Optamos por uma noite com entrada gratuita porque acreditamos que precisamos dividir essa noite incrível com todos que amam essa arte”, comenta Marcela Benvegnu, codiretora artística do evento.

CONGRESSO

Dividido entre aulas práticas e teóricas, o Congresso traz ao Brasil este ano quatro nomes para ministrar aulas: James Kinney (Nova Iorque), que é estrela e coreógrafo de espetáculos da Broadway; Bill Prudich (Los Angeles), da EDGE Performing Arts; Pat Taylor (Los Angeles), diretora da Jazz Antiqua, a brasileira radicada na Alemanha há mais de 20 anos Rose Calheiros que foi um ícone do jazz no Brasil nos anos de 1980, além das diretoras Erika Novachi e Marcela Benvegnu. As atividades acontecem entre os dias 28 de abril e 1º de maio. As vagas para as aulas estão esgotadas.

TEORIA

Para as organizadoras, a teoria é tão importante quanto a prática, pois é preciso pensar a dança, refletir sobre o que se faz. “Desde a primeira edição propomos reflexões acadêmicas com pesquisas que estão sendo desenvolvidas sobre jazz dance em universidades, mesas redondas, exibição de vídeos, além de palestras com diferentes temas que dialoguem com o jazz e uma entrevista pública que sempre apresenta uma personalidade, que conta um pouco da sua trajetória para sabermos os caminhos que essa pessoa construiu e como isso se dá nos dias de hoje”, destaca Marcela.

“Ficamos felizes com o resultado do Congresso a cada ano por entender que ao unir teoria e prática ajudamos a preservar este estilo e também colaboramos para a evolução técnica de cada participante. Ano a ano apresentamos linhas temáticas diferentes. Apresentamos às vezes foi esquecido, ao mesmo tempo em que lançamos tendências. Que venham mais 10 anos”, completa Erika.

2009-2018
O Congresso Internacional de Jazz Dance foi realizado pela primeira vez na cidade de Indaiatuba (SP) em 2009. Já passaram pelo evento 52 importantes personalidades da dança do Brasil e do mundo, entre eles: Alexandre Ribeiro, Ana Araújo, Andrea Spósito, Bill Prudich, Caio Nunes, Carlota Portella, Cecília Marta, Cecília Martha, Christiane Matallo, Cinthia Villas Boas, Cristina Cará, Derek Mitchel, Desmond Richardson, Edson Santos, Edy Wilson, Eliane Fetzer, Erika Novachi, Fabio Cardia, Fernanda Chamma, Francis Roach, Gilberto de Syllos, James Kinney, Jhean Allex, Jim Cooney, Jojo Smith, Josh Bergasse, Katia Barros, Luiz Coelho, Madalena Machado, Maíza Tempesta, Malaya, Marcela Benvegnu, Marly Tavares, Mery Rosa, Monique Paes, Nan Giorgano, Nathan Trasoras, Nick Kenkel, Pat Taylor, Redha Beintenfour, Regina Dragone, Regina Sauer, Ricardo Scheir, Roberta Fontana, Ronnie Klebelewski, Rose Calheiros, Sheila Baker, Sue Samuels, Suzi Taylor, Vilma Vermon, Vivien Fortes e Zeca Rodrigues.

ORGANIZADORAS

A brasileira Erika Novachi é um nome reconhecido no cenário do jazz dance brasileiro. Diretora residente do Galpão 1 Academia, de Indaiatuba, transita entre os principais festivais de dança do país com destaque. É professora e coreógrafa de Lyrical Jazz, desde 1995, e bailarina. Atuou em companhias como o Grupo Raça (com direção de Roseli Rodrigues) e Companhia Dançar (com direção de Rose Calheiros). Entre seus principais prêmios como coreógrafa destacam-se diversos primeiros lugares na categoria no Festival de Dança de Joinville. É frequentemente convidada para ser jurada de mostras e competições de dança. Sua companhia, Galpão 1, também já realizou diversas aberturas, como convidada, das noites do gênero jazz dance do evento Passo de Arte. Em agosto de 2009 ministrou aula de lyrical jazz, na Broadway Dance Center, em Nova Iorque, e em fevereiro de 2017, na Crossroad of Arts, em Los Angeles, Califórnia. Entre 2010 e 2014 foi professora de Lyrical Jazz, no Festival de Dança de Joinville. No mês de maio ministrará workshop na SA Dance, em Londres, Inglaterra. É uma das diretoras e organizadoras do Congresso Internacional de Jazz Dance no Brasil.

Marcela Benvegnu é jornalista e pesquisadora de dança. Master em Mídia, Comunicação e Negócios pela University of California (USA, 2017), com passagem pela Jonhatan Slaff – Media Inc (agência Off-Broadway) e pela White Wave Dance Company, em Nova York (set-dez 2017). É mestre em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica e pós-graduada em Estudos Contemporâneos em Dança pela Universidade Federal da Bahia. Foi coordenadora de Educativo e Comunicação (2009-2017) e de Registro e Memória da Dança (2012-2014) da São Paulo Companhia de Dança. Atua como jurada, palestrante, crítica e jornalista convidada em eventos. Já ministrou palestra sobre história do jazz dance, na Broadway Dance Center, em Nova York (2009) e na Crossroads of Arts, em Los Angeles, California (2017). Publicou textos em livros e revistas acadêmicas. É coautora do documentário, Roseli Rodrigues - Poesia em Movimento (2011). Em maio de 2018 ministrará workshop na SA Dance, em Londres, Inglaterra. É uma das diretoras e organizadoras do Congresso Internacional de Jazz Dance no Brasil.

SERVIÇO

GALA DE Jazz Dance - 10a edição do Congresso Internacional de Jazz Dance no Brasil
Data: 29 de abril
Horário: 19h
Local: Sala Acrísio de Camargo - CIAEI (Centro Integrado de Apoio à Educação de Indaiatuba) – Avenida Engenheiro Fábio Roberto Barnabé, 3665 - Jardim Regina
Entrada gratuita
Site: www.congressodejazzdance.com.br


Compartilhe Google Plus

Sobre Roger Dance

É dançarino, coreógrafo e blogueiro. Autoditada e estudioso dessa arte, pretende dividir seu conhecimento, pesquisas e informações com todos os amantes do Mundo da Dança. Saiba mais sobre o Autor.