A Dança como Profissão


A profissão

O bacharel em Dança monta e dirige espetáculos musicais para teatro, cinema ou TV.

Também atua como bailarino, dançando em um corpo de baile, e está apto a dar aulas em academias e escolas públicas ou particulares que ofereçam a disciplina Educação Artística.

O mercado de trabalho é restrito e a concorrência, enorme. O maior número de companhias de balé fica no eixo Rio-São Paulo, mas cresce a quantidade de novos grupos em cidades como Salvador, Florianópolis e Goiânia. I

nstituições de saúde costumam contratar esse profissional para ajudar na recuperação e na reintegração social de crianças, adolescentes e deficientes físicos e mentais.

Características que ajudam na profissão

Criatividade, senso artístico, bom preparo físico, habilidade de lidar com o público e de trabalhar em equipe, sensibilidade, iniciativa, persistência, curiosidade.

Dança – Profissão

Objetivo

Essa profissão exige muita sensibilidade. O bailarino deve estar sempre atento ao que acontece no circuito artístico, nacional e internacional, e deve ser sensível para intuir tendências.

As principais funções são:

Intérprete


Profissional capaz de atuar como dançarino em grupos profissionais de dança contemporânea. Durante a formação, pode aperfeiçoar-se sua a fim de criar e interpretar movimentos coreográficos, recorrendo, quando for o caso, ao desenvolvimento de habilidades e técnicas específicas de outras linguagens artísticas. O intérprete coreográfico atua em teatros, espaços cênicos não convencionais, televisão e em produções cinematográficas (cinema e vídeo).

Criador


Responsável pela criação, coordenação e elaboração do processo de montagem coreográfica, procurando articular o trabalho de vários profissionais: dançarino, figurinista, iluminador, maquiador, músico, sonoplasta, entre outros. Pode atuar na montagem de coreografias de espetáculos teatrais, óperas, musicais, criação de performances etc.

Professor de dança


Segundo a LDB, lei 9394/96, a Arte é reconhecida como disciplina obrigatória, no currículo escolar e a Dança apresenta-se entre as linguagens artísticas a serem desenvolvidas. O professor de Dança trabalha em escolas, da Educação Infantil ao Ensino Médio, e em espaços comunitários com propostas de dança voltada para a educação. Além disso, está apto também para lecionar diferentes estilos de dança, em academias, remetendo-se à prática da investigação artística e pedagógica.

O Bailarino


Expressa idéias, emoções e sentimentos por meio de movimentos corporais, ao ritmo de instrumentos musicais, palavras cantadas ou faladas. Também pode dançar sem música.

Executa movimentos criados por um coreógrafo, em espetáculos de dança clássica, moderna ou folclórica. É o que se denomina Bailado ou Dança.

Cria os movimentos para o bailarino dançar, a partir de idéias, músicas, textos ou roteiros. Dirige ensaios e faz a preparação física de dançarinos. É o que se denomina Coreografia.

Na Direção de Espetáculos, acompanha a montagem do espetáculo de dança e decide as cenas com o produtor, o coreógrafo e o cenógrafo.

Pode dar aulas em academias de dança ou em escolas de 1.o e 2.o graus, necessitando complementar sua formação com as disciplina pedagógicas.

Cuida do aperfeiçoamento técnico de uma companhia. Orienta as aulas e seleciona e avalia o desempenho dos bailarinos. Acompanha ensaios e remonta coreografias. É a especialização que se denomina Maître de balé e que apenas se alcança com muita experiência e técnica.

Mercado de Trabalho


O maior mercado está nas companhias de dança, que dependem sempre de patrocínio.Uma opção recente está nas escolas de dança de salão e de academias.

Outra novidade, após a última Lei de Diretrizes e Bases da Educação, está no ensino da educação artística.

Outra área que desponta como promissor está na preparação de bailarinos para ocasiões especiais.

Onde Pode Trabalhar

Companhias e Grupos Profissionais ou Amadores.
Centros de Recreação e Lazer.
Cursos Livres.
Cursos Profissionalizantes.
Pré – escolas, Escolas de 1.o, 2.o e 3.o graus.

Curso


As disciplinas principais do curso são: história das artes, anátomo-fisiologia, dança, ritmo e movimento, cenografia, encenação, cinesiologia.

Além de história do teatro, dramaturgia, cenografia, indumentária, interpretação, improvisação, há o estágio supervisionado, quando é preparada a montagem de uma peça.

É um curso que exige do aluno, além das Provas de Matérias do 2.o grau, o teste de Habilidade Específica (THE) sobre Técnica de Dança Clássica e Técnica da Dança Moderna.

Seu currículo procura desenvolver, ampliar e sistematizar no aluno a consciência corporal, a sensibilidade artística, a atividade criadora e a capacidade de expressão de suas realidades subjetiva e objetiva através da compreensão do seu próprio corpo em movimento como meio de expressão artística.

Para atingir esse objetivo, oferta conteúdos como Anatomia, História da Dança, Fisiologia, Cinesiologia, Estética e História das Artes, Técnica de Dança (Ballet), Dança Moderna, Folclore, Interpretação Teatral, Conscientização Corporal, Desenvolvimento Psicomotor, Teoria e Análise do Movimento, Composição Coreográfica, Repertório de Dança Clássica, Repertório de Dança Moderna entre outros.

Duração: 04 anos

Compartilhe Google Plus

Sobre Roger de Souza

É dançarino, coreógrafo e blogueiro. Autoditada e estudioso dessa arte, pretende dividir seu conhecimento, pesquisas e informações com todos os amantes do Mundo da Dança. Saiba mais sobre o Autor.