Quando o autismo lhe tira para dançar – Uma mostra de dança solidária


Mostra de dança solidária arrecadará fundos para o Surf Azul, projeto de lazer e de desenvolvimento de habilidades com crianças autistas.

O Studio Arte & Terapia promove neste sábado (30/4), às 20h, no Teatro Álvaro de Carvalho (TAC), em Florianópolis, a mostra de dança Quando o Autismo lhe Tira para Dançar. O evento é uma ação solidária em benefício do projeto Surf Azul, desenvolvido voluntariamente pela Associação de Surf Ingleses/Santinho (Asis) junto a crianças e adolescentes autistas. O valor arrecadado com a venda dos ingressos será destinado à manutenção de pranchas e à compra de roupas de borracha (neoprene) para possibilitar a continuidade das atividades na temporada de inverno. A entrada custa R$ 30 e R$ 15 (meia), e as poltronas não são numeradas.

Mais de 70 bailarinos de nove escolas e grupos da região subirão ao palco para exibir coreografias de diversas modalidades, como danças árabes, ciganas e tribais, flamenco e estilo livre. Pâmela Carolina de Andrade, a Pampam, primeira modelo plus size com síndrome de Down do Brasil, será a atração de abertura com uma dança cigana. Em seguida se apresentarão Aline Mombelli Escola de Dança, Domínio Artes Corporais, Essencial Studio de Dança, Casa Z Cultura e Dança Cigana, Escola de Dança Olho de Hórus, Flamenco Carol Ferrari, Studio Arte & Terapia, Tribo Mosaico e Valkyrias.

Além dos espetáculos, haverá a projeção de um vídeo educativo sobre o autismo e algumas surpresas. O cerimonial será conduzido por Luciana Pietroski Accioli, colaboradora de causas sociais e madrinha do evento.

Segundo a organizadora, Alessandra Gutierrez Gomes, mãe de um menino autista de noves anos, “este é um projeto-piloto. Nosso objetivo é fazer uma mostra por ano para levantar fundos para instituições que promovam atividades com crianças especiais”. Desta vez, coincidindo com o mês de conscientização do autismo no mundo todo, o favorecido é o Surf Azul, que funciona sem patrocínio algum.

Quando o Autismo lhe Tira para Dançar é uma realização do Studio Arte & Terapia, com apoio do projeto Surf Azul, da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), da Comissão da Pessoa com Deficiência da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina e da Comissão Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

Projeto Surf Azul

Idealizado por um casal de surfistas, pais de duas filhas, a mais velha diagnosticada autista aos quatro anos, o projeto oferece a crianças com este transtorno a oportunidade de conhecer e praticar o surfe como forma de lazer e de tratamento para o desenvolvimento das habilidades de comunicação e interação social. Desta forma, também estimula a integração das famílias com os instrutores e profissionais, envolvendo-as na atividade e promovendo a troca de informações sobre a importância da acolhida no esporte.

Sendo a Ilha de Santa Catarina dotada de um ambiente propício para o surfe como oportunidade de lazer também a este público, a Associação de Surf Ingleses/Santinho (Asis) criou a Comissão de Surfe para Autistas – composta por Álvaro Leite (Bacana), Gilberto Lopes Lerina (Giba), Maria Aparecida Feier Goulart (Kika), Natália Paola Purper Guedes (Nati) e Sandra Lamb (Sandrinha) –, que por sua vez elaborou o projeto Surf Azul.

A iniciativa atende cerca de 10 crianças em parceria com escolas de surfe da cidade.

Mais informações no site www.surfazul.com e na página do facebook Projeto Surf Azul.

SERVIÇO

Quando o Autismos lhe tira para Dançar
Dia 30 de abril de 2016
Sábado, às 20h
Local: Teatro Álvaro de Carvalho (TAC)
Rua Marechal Guilherme, 26 – Centro – Florianópolis/SC
Ingressos: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia)
Informações: (48) 3233-4176 e 8409-7565


Compartilhe Google Plus

Sobre Roger de Souza

É dançarino, coreógrafo e blogueiro. Autoditada e estudioso dessa arte, pretende dividir seu conhecimento, pesquisas e informações com todos os amantes do Mundo da Dança. Saiba mais sobre o Autor.