Cia. Sansacroma faz curta temporada online e gratuita de Rituais de Suspeição


Crédito da foto: Sheila Signário

A Cia Sansacroma realiza uma curta temporada de “Rituais de Suspeição”. O espetáculo de dança contemporânea preta toma como ponto de partida a reflexão sobre o preconceito e a discriminação raciais no Brasil. As coreografias realizam uma leitura de como os corpos negros assimilam comportamentos discriminatórios e de que forma ele reage ao fato de ser classificado – sempre – como suspeito. As apresentações serão online, gratuitas e acontecem entre os dias 22 de junho a 03 de julho de 2021, às 21h, no Facebook da Casa de Cultura do Grajaú, Espaço Cultural Cita e Casa de Cultura M’Boi Mirim. Após a apresentação do dia 03 de Julho, haverá bate-papo com a Cia. Este projeto foi realizado com apoio da 29ª Edição do Programa Municipal de Fomento à Dança para a Cidade de São Paulo – Secretaria Municipal de Cultura.

Nunca um espetáculo se fez tão necessário pela sua atualidade. Em maio deste ano, um rapaz negro sofreu abordagem violenta e desnecessária de dois policiais, em Goiás. A ação foi gravada pelo celular e viralizada na internet. O comandante da PM de Cidade Ocidental adiantou que esse tipo de abordagem é comum na região justamente por ser um parque “frequentado por muitas famílias”. Junho de 2021, Rio de Janeiro, Leblon. Um jovem negro foi acusado por um casal de brancos de ter roubado a bicicleta elétrica em que ele estava montado. Após provar sua inocência, o rapaz pede “desculpas” pela acusação. “Rituais de Suspeição” sintetiza justamente este comportamento seletivo e racista por intermédio de suas coreografias. O corpo negro já não fala. Grita…

Para concepção deste espetáculo a Sansacroma recebeu orientação de pesquisa do sociólogo Uvanderson da Silva.  Unindo as informações oriundas de pesquisas e nascidas da própria realidade cotidiana que nos cerca, “Rituais de Suspeição” pretende mostrar ao público que nossa sociedade estigmatiza não somente os corpos dos negros, mas, de forma geral, os daqueles que estão à margem, seja por sua condição social ou comportamento. A coreografia do espetáculo transpõe as telas dos computadores e celulares as estratégias que esses corpos encontram na sua relação com a cidade. As diferentes formas encontradas para viver o dia-a-dia driblando os olhares preconceituosos. 

Ficha Técnica

Direção Artística: Gal Martins
Direção Coreográfica e Concepção do espetáculo: Gal Martins e Djalma Moura
Intérpretes Criadores: Aysha Nascimento, Cristiano Saraiva, Djalma Moura, Erico Santos,  Marina Souza, Regina Santos, Sabrina Dias, Tiago Begins e Victor Silva
Direção Musical: Fefê Camilo e Dani Lova
Musicistas: Fefê Camilo e Estefane Santos
Figurinos e Adereços: Gil Oliveira e Mariana Farcetta
Preparação Corporal: Lenny de Sousa e Tainara Cerqueira
Fotografia: Sheila Signário
Orientação de Pesquisa: Uvanderson da Silva
Direção de Produção: Vanessa Soares – Movimentar Produções
Assistentes de Produção: Dani Lova e Antonyo Tonny
Audiovisual:  Lua Santana
Assessoria de Imprensa: Lau Francisco
Comunicação: Elo Negro
Designers Gráficas: Laís Oliveira
Agradecimentos: Fábrica de Cultura Jardim São Luís

Serviço

Rituais de Suspeição

Cia Sansacroma
De 22 de junho a 03 de julho de 2021
Sempre às 21h
Local: Virtualmente – Facebook (ver programação abaixo)
Duração: 50 minutos
Ingresso: Grátis

Programação

Dias 22 e 23 de junho de 2021
Terça e quarta, às 21h
Local: Facebook – Casa de Cultura do Grajaú
https://www.facebook.com/centroculturalgrajau

Dias 30 de junho e 01 de julho de 2021
Quarta e quinta, às 21h
Local: facebook – Espaço Cultural CITA
https://www.facebook.com/espacoculturalcita

Dias 02 e 03 de julho de 2021
Sexta e sábado, às 21h
Local: Facebook – Casa de Cultura M’Boi Mirim
https://www.facebook.com/ccmboi

Sobre Roger de Souza

É dançarino, coreógrafo e blogueiro. Autoditada e estudioso dessa arte, pretende dividir seu conhecimento, pesquisas e informações com todos os amantes do Mundo da Dança. Saiba mais sobre o Autor.